Uma viagem pela Copa: parte 1

facasnabota:

Hola personas! A Copa das Copas™ está agitando o Brasil (e o mundo). Pensando nisso o faqueiro resolveu fazer uma listinha com destinos legais para visitar nos países da América Latina  que passaram para as oitavas de final. Essas diquinhas serão dividas em três partes e voilà, aqui vai a primeira, começando por Chile e Uruguai.  Lembrando que no final do post de cada país estarão alguns links com hostels e mapas. 
  1. Chile

image

Santiago - Chile                                         
Foto: Google imagens 

       Chile é um país que fica entre a Cordilheira dos Andes e o oceano pacífico. Tem como capital Santiago, que é um dos principais destinos no país. Bom, o Chile é gigante e existem muitos bons destinos no país, então me concentrarei em Santiago e região metropolitana, certo? Certo.

Épocas para visitação: se você quer uma temperatura mais amena e agradável, vá na primavera e no outono. Agora, se você quer frio e muita neve a época ideal é o inverno (meio óbvio). Entre os meses de julho, agosto e setembro. Pertinho de Santiago tem muitas estações de esqui, um prato cheio pra quem ama inverno.

O que fazer: se você gosta de arte é uma boa visitar o Museo de Bellas Artes, com um acervo de mais de 5 mil pinturas. Você também pode visitar o Museo La Chascona, localizado no bairro de BellaVista, é uma das três casas do poeta Pablo Neruda. Lá você poderá ver ambientes que recriam os antigos ambientes da casa, objetos adquiridos pelo poeta. O centro da cidade é um bom lugar para sair, por ser perto de tudo e muito movimentado à noite.  Visite o Mercado Central, lugar democrático e cheio de comidas típicas. Também suba o Cerro Santa Lúcia para ter uma bela vista da Cordilheira dos Andes.

image

Mapa de pontos turísticos e transporte em Santiago
Observação: o mapa estará disponibilizado ao final do post em boa qualidade, caso não dê pra ver os detalhes aqui.

         Saindo rapidinho de Santiago, um bom destino é Valparaíso, cidade histórica/portuária localizada na região metropolitana da capital Chilena. Ruas estreitas, construções antigas e uma bela vista do oceano pacífico. De lá você pode pegar o metrô e visitar também Viña Del Mar, uma cidade em crescimento mas muito afável. Como chegar em Valparaíso? Pegando um ônibus no Terminal Alameda.

image

Porto de Valparaíso - Chile                                      
Foto: Google Imagens

image

Mapa de Valparaíso com pontos turísticos

E sabe o que é mais legal em Santiago? As passagens aéreas são baratas. Dependendo da época do ano você consegue comprar ida e volta por menos de R$600 reais, pela TAM e Lan. Os pacotes de agências também são bons, não passando de 2 mil reais. Existem muitos bons hostels no centro de Santiago com diárias baratinhas, vão de $14 até $80 (o que é difícil de achar). Você quer mais um motivo para visitar o Chile? Então vamos lá: os chilenos adoram brasileiros. 

Mapa Santiago

Hostels Santiago

         2. Uruguai

image

Centro de Montevideu
Foto: Google Imagens

        Uruguai faz fronteira com o Rio Grande do Sul e encontra-se na parte sudeste da América do Sul. Mujica, Mujica! Além do presidente o país tem muitas outras coisas boas para você conhecer. Nos concentraremos em dois lugares: Montevideu e Punta Del Este.

Épocas para visitação: Em Montevideu, capital do Uruguai, o verão é quente, primavera tem temperaturas agradáveis e mais baixas e o inverno é frio.  Punta Del Este a praia mais famosa do Uruguai e bastante badalada entre o Natal e o Carnaval. Se você quer algo mais tranquilo vá depois dessa época.

O que fazer:

Montevideu: Pocitos é um bairro de classe média alta bem tranquilo, bom para quem quer bons restaurantes, bares animados e um belo calçadão perto do rio. Almoce no Mercado Del Puerto, cheio de comidas típicas e muita diversidade. Se você gosta de arte Montevideo é um prato cheio (de museus). Museo Torres García, Del Carnaval, Andes, entre outros. Também visite o Teatro Sólis, lugar de belos espetáculos. Quer animação à noite? Fique em Pocitos, o bairro promete ser um dos mais badalados da capital.

image

Orla de Pocitos - Montevideu                          
Foto: Natália Canton (nossa faquinha) 

Punta Del Este: como dito anteriormente, a melhor época para visitar Punta Del Este é entre o Natal e o Carnaval. Se você quer visitar os cassinos e tá sem dinheiro, vá fora de temporada, os preços costumam ser menores. O melhor de Punta não é exatamente a praia, pois a água é quase sempre fria, mas sim o movimento, os bares, os restaurantes, entre outros lugares para visitar. A principal rua do comércio é a Gorlero, onde estão localizados hotéis mais básicos e restaurantes. Os bares funcionam a noite toda e Punta começa a ter mais movimento depois do almoço (15h pra frente). Se você quer ver o sol amanhecer com os amigos Punta Del Este é o lugar certo. O balneário tem uma vida noturna bem agitada e muito forte em La Barra, mas se você gosta de jogos e quer passar a noite em um cassino vá até o Hotel Conrad.

image

Orla Punta Del Este
Foto: Blog encontre sua viagem

image

La Mano - Playa Brava
Foto: Google Imagens

Como vários países da América do Sul o Uruguai não fica atrás em questão de preços. Viajando pela TAM você consegue passagens de ida e volta por menos de R$600 reais (para Montevideu). Além disso os Hostels têm um preço bem acessível: de $15 até o infinito. 

Hostels Montevideu

Hostels Punta Del Este

Helps: Viaje na viagemMelhores destinos

Facas na Copa: A seleção alemã e sua incrível estadia no Brasil.

facasnabota:

Desde que chegaram ao Brasil pra disputar a Copa do Mundo, a seleção alemã não deixou a desejar em nenhum quesito. Com jogadores extremamente simpáticos e atenciosos, a DFB, como é conhecida, vem deixando sua marca em nosso país por cada cantinho que passa.

 Os alemães já fizeram uma visita numa escola em Santa Cruz Cabrália, no litoral sul da Bahia um dia antes do início da Copa, e até uma tribo indígena visitou o treino dos caras no dia do aniversário do atacante Klose, conquistando cada vez mais a simpatia do público brasileiro.

 image

image

Recentemente, no jogo Brasil x Chile, o próprio time postou no site oficial um vídeo em que aparecem os meias Bastian Schweinsteiger e Lukas Podolski comemorando a vitória da seleção brasileira com os funcionários do Campo Bahia, onde estavam concentrados.

Além de vídeos, visitas e visitantes inesperados, os jogadores também estão deixando muitas selfies inusitadas em suas redes sociais, incluindo algumas da dupla Schweinski (Schweinsteiger + Podolski) dormindo, fotos com jogadores de times brasucas e por onde eles passam no país.

 image

 O que podemos dizer é que, saindo campeã ou não, a Alemanha já ganhou no quesito de ser sensacional com todas as coisas que os jogadores estão aprontando nessa temporada de Copa do Mundo. Com toda sua simpatia e respeito pelo país, os alemães vão deixar saudades e esperamos vê-los em breve aqui no Brasil.

image

Fardadas pela “ditadura”.

facasnabota:

Quem nasce menina do sexo feminino já cresce aprendendo mil regrinhas de moda. “Listra horizontal não pode”, “preto emagrece!”, “saia muito curta é coisa de puta”. Não importa de que pedaço do país, ou do mundo você é, cresce aprendendo a entrar num padrão criado por um alguém que nós não sabemos exatamente quem é. E esse padrão tem a obvia função de: padronizar. Transformar as mulheres em fardadas acompanhantes de uma moda que não é completamente delas. Nos “obrigando” a perder a identidade que construimos com nossas sinapses, experiências e histórias, com a função de só enfeitar o mundo. E se você não é entusiasta da moda, nem se incomode, vão te rotular como quiserem. O problema é “deles” também. Então vamos sentar aqui e conversar um pouquinho? Já tá na hora né? (Homens e mulheres são bem vindos)

 1. Se não tem uma arma na sua cabeça te obrigando a fazer algo, não se considera ditadura. Você gordinha pode sair do luto eterno, e usar a cor que quiser. Ficar bonita é a verdadeira regra. Se sentir bem, a regra principal.

2. Não deixe o dinheiro mandar no seu estilo. Pra toda pobrinha/universitária/estourei-o-cartão/ainda-to-pagando-o-lollapalooza existe o Aliexpress, os descontos, as liquidações, os brechós, a troca com a amiga, a customização. Vale a pena ir atrás e parar de achar que se vestir bem significa gastar a grana que tem e a que não tem também. 

3. Roupa de puta. Isso é outro tipo de “xingamento” que inventaram pra te colocar no padrão. Saia de casa do jeito que se sentir melhor. Estamos tentando convencer a sociedade que isso é só problema seu.

4. As regras básicas de moda existem e podem ser consideradas, mas não custa tentar. Nunca custa. Provar uma roupa “não-é-o-meu-estilo” nunca tirou pedaço de ninguém. Pode ficar linda sim, nada impede. 

image

Daqui pra frente no FNB, vamos falar de moda, de beleza, de estilo. Temos meninas de todos os tamanhos, formas, cores, e cabelos. Você pode se identificar com alguma de nós ou não. O nosso trabalho será fazer o máximo possível pra dividir com outras, como nós, os nossos costumes e ideias. Não existe nada mais bonito que a diferença. Então vamos parar de tanta ditadura com nós mesmos e começar a entender que moda é uma coisa completamente nossa. Posso ser um estilo cada dia da semana, ou ser nenhum. Seja “padrão eu mesma”, abrace essa liberdade e aceite você, sem utopia. Essa “ditadura” já mandou em mim e em você por tempo demais. Demorei pra entender, mas quando entendi, mudou a minha vida. Indico.

Mestre Faca: Pizza de pão de forma

facasnabota:

Domingo é aquele dia que sempre traz consigo uma preguicinha de leve, que deixa qualquer um sem vontade de ficar preso na cozinha pilotando fogão. Pensando nisso, hoje trago uma das minhas receitas de lanchinho favoritas, não apenas por ser pizza, mas pelo seu nível de praticidade. Ela usa ingredientes que raramente costumam ficar em falta na cozinha, então não será problema fazê-la a qualquer dia ou hora que der vontade. Animou pra ver em como vai ficar? Então vamos lá!

 image

Você vai precisar de:

  • 1 pacote de pão de forma sem casca
  • 340g de molho de tomate (ou quanto você achar necessário de acordo com sua montagem)
  • 250g de queijo mussarela
  • 250g de presunto
  • 1/2 linguiça calabresa cortada em rodelas (é rodelinha mesmo, não pique a linguiça)
  • Orégano a gosto

Modo de preparo:

Numa forma de alumínio, distribua os pães até que eles cubram o fundo completamente. (Caso fiquem alguns buraquinhos entre um pão e outro, você pode ir pegando pequenos pedaços e preenchendo esses vãos)

image

Espalhe o molho de tomate por cima dos pães já distribuídos e em seguida, coloque o queijo. Por cima, distribua cada metade da pizza com o presunto e a linguiça. Finalize acrescentando o orégano. Esses foram os ingredientes que usei, mas você pode colocar quaisquer outros complementos na sua pizza de acordo com seu gosto.

 image

Coloque a assadeira em forno alto e pré aquecido por 15 minutos. Assim que o queijo derreter, é só tirar e VOILÀ! 

O que mais gosto nessa pizza é que ela pode ser feita de formas diferentes, fugindo do grande padrão redondo que sempre vemos por aí. Gosto de fazê-la também em fatias do pão espalhadas aleatoriamente pela assadeira. No final, suas aparências não são tão semelhantes às de uma pizza comum, mas o sabor continua maravilhoso. 

image

Curtiu? Então para de babar as fotos aí e corre pra cozinha! Mãos à obra e bom apetite!

Erika Lust - Pornô sem reservas, pra mim e pra você

facasnabota:

image

Verdade seja dita: Tem muita mulher que diz detestar filme pornô. É compreensível. Não é todo mundo que suporta o combo gemidos falsos + roteiros mais do que previsíveis, seguindo a velha sequência vaginal-anal-gozada-na-cara, os closes exagerados de buracos que nem imaginávamos tão elásticos, além do machismo onipresente, que transforma as mulheres em meros objetos de prazer, sempre prontas a satisfazer todos os desejos masculinos.

A predominância de filmes feito por homens para homens no mercado erótico traumatizou um pouco a mulherada e também provocou o desinteresse delas por esse tipo de produto. Mas amigas, existe uma luz - ou uma trepada diferente- no fim do túnel. Várias cineastas mulheres estão quebrando o monopólio masculino da indústria pornô. Erika Lust é uma dessas desbravadoras, que trabalham para fazer as mulheres também gozarem com os olhos.

A cineasta sueca não faz o tipo depravada, muito menos boca do lixo. Erika Lust é formada em Ciência Política, com especialização em estudos de gênero e direitos humanos. A vontade de dar voz às mulheres em uma indústria até então tipicamente machista foi o que motivou Erika a escrever, produzir e dirigir filmes pornôs. Essa faca na bota de primeira fez seu primeiro curta em 2004 e debutou com o longa Five Hot Stories for Her em 2007. Seus filmes seguem a linha que se tornou conhecida como female friendly, ou seja, em que a mulher não é subjugada e as atrizes seguem padrões estéticos mais próximos à realidade. A diretora também não costuma incluir em seus roteiros sexo anal ou gozo na cara, para fugir do “status quo” da pornografia masculina.

image

Para quem nunca assistiu a nenhum filme de Erika Lust ou de outra cineasta pornô feminista, vou tentar descrever a experiência. Esses filmes possuem uma carga erótica mais intensa e geralmente o prazer feminino é o principal protagonista. As produções de Erika têm boa qualidade técnica, os filmes são mais ricos na história e buscam estimular todos os sentidos, caprichando mais no figurino, cenário, na iluminação, música, dando ênfase aos detalhes. O sexo aparece explícito, porém sem closes exagerados. Os corpos das atrizes representam bem a realidade. Muitas delas têm pneuzinhos, estrias, celulites e - pasmem- até espinhas na bunda. Não se esconde nada e os corpos se movimentam com mais naturalidade na tela, sem aquela preocupação excessiva com o melhor ângulo. Gente como a gente.

O sexo oral feminino aparece com tanta frequência nos pornôs para mulheres quanto o boquete nas produções voltadas para homens. O mais gostoso de assistir a esses filmes é ser colocada em primeiro plano, tudo o que acontece tem como objetivo principal satisfazer a mulher. Mesmo as cenas de submissão têm essa finalidade. Esses filmes se desenrolam em um ritmo mais lento, com a intenção de criar um clima e ir despertando os sentidos aos poucos, o que costuma agradar as mulheres. Mas não sei se os homens conseguem assistir até o final, ainda mais sabendo que não haverá aquela gozada clássica na cara, risos.

Para assistir às produções de dona Lust com a melhor qualidade possível acesse http://www.lustcinema.com/. Aconselho também seguir a linda no twitter (@erikalust) já que ela diariamente posta dicas, links e o progresso de suas produções.

E você, conhece alguma outra diretora do gênero? Já viu alguma produção parecida? Comenta aí amiga, esses tesouros a gente tem que compartilhar mesmo.

theme by modernise